A RÁDIO

Sendo Web Rádio, sua audiência é contada em dezenas ou centenas de ouvintes simultâneos; com muito trabalho, mais acertos que erros, a audiência gradativamente será ampliada. Na Europa, Estados Unidos e Japão já é comum ouvir Web Rádio, inclusive, em dispositivo móvel, com total qualidade, e a audiência de algumas equivale a Rádios AM e FM. No Brasil se dará o mesmo, conforme melhore a tecnologia disponível e o número de pessoas habituadas a escutar rádio, o mais marcante e democrático meio de comunicação, na internet, da qual comentários são dispensáveis; e minore o custo.

Há fantásticos comunicadores em todas as mídias e áreas: aqueles que realmente têm compromisso com o que dizem para o seu público, que se importam e tentam fazer alguma diferença no mundo, em favor dos que mais precisam, ainda que fadados a pechas tais como idealistas, utópicos ou tolos.

Entretanto, geralmente, os que mais costumam durar, ganhar algum ou muito dinheiro e fama, são, no mínimo, acomodados, que não arriscam, para não receber crítica e perder popularidade; e pululam os pelegos e canastrões que simulam ser do e para o povo, mas, seu compromisso é meramente para com o próprio ego e bolso. Dentre estes, abundam aqueles cujo comportamento não difere do comum aos politiqueiros de partido político e seus vassalos, bem como dos politiqueiros de sindicatos, de associações de fachada e de empresas travestidas de religiões. Com exceções, eis o que é comum também no rádio.

A Rádio Plena, sob o mote Música, Informação e Formação, é opção para quem não se contenta com propostas de superficialidades, futilidades, superstições, demagogias, populismos, fundamentalismos, alienações…

Ao primar pela qualidade e não quantidade, a Plena é submetida ao crivo de ouvintes mais exigentes e interativos, interessados em continuar evoluindo pessoal e profissionalmente – sendo esta a convergência que nos aproxima, posto que a nossa programação pode ensinar e a nossa equipe precisa continuar aprendendo, inclusive, com os ouvintes.

Texto integral em:

http://josecarlosdeoliveira.com.br/2016/01/radio-plena-as-razoes-da-sua-existencia-e-os-seus-quatro-anos/